Síntese de Artigo “Militante da Liberdade”

setembro 8, 2008

ANDRADE, Abrahão Costa. Militante da Liberdade. Revista Discutindo Filosofia, Ano 1 nº1, pp. 32.

                                             

 

     Jean-Paul Sartre foi um escritor francês fundador do existencialismo ateu. Citando a famosa frase de Dostoievski, “Se Deus não existe, então tudo é permitido” (pág 33), mostra o ponto de partida de seu existencialismo. Sartre questiona o dualismo de Descartes, mas sem ter a pretensão de abandonar a relação entre sujeito e liberdade. Para ele, a experiência precede a essência, portanto as experiências de cada um ao longo da vida é que definem sua posição ou a tomada de decisão, se faço isso ou aquilo, se me submeto ou me revolto. Acumulando experiências é que se tece, provisoriamente, um ser para cada um. Sendo assim, cada um pode sempre mudar, experimentar outra forma de ser, inventar. Para Sartre, a invenção é o grande deleite da liberdade, e o que ele deixa de grandioso é o fato de nos por de sobreaviso para qualquer tentativa de fuga de nossa liberdade. Liberdade esta que é para ele o mesmo que responsabilidade. A responsabilidade sobre a invenção do mundo e de nós mesmo, sempre.

 Por Janaína Alves.

Anúncios

Uma resposta to “Síntese de Artigo “Militante da Liberdade””

  1. felipelz said

    Vou ler melhor esta sintese, parece-me muito próxima com o pensamento de Nietzche

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: